Guia de defeitos da pintura

Perda de aderência

Definição

A perda de aderência pode surgir de duas formas. Distingue-se entre a perda de aderência em relação ao substrato (toda a pintura) ou a falta de aderência entre as diferentes camadas.

Ampliação 10x Verso duma pintura estalada com resíduos de óxidos de uma superfície de alumínio finamente lixada aderentes, ampliação 50x Verso duma pintura estalada com resíduos de metais e ferrugem de uma chapa de carroçaria grossamente lixada aderentes, ampliação 50x

Causas

A perda de aderência pode ser provocada

  1. por substâncias que permaneceram no material a ser pintado mas que prejudicam a aderência (p.ex. silicone, óleo, gordura, cera, resíduos de conservantes, ferrugem, resíduos de lixagem, etc.); 
  2. por um primário inadequado; 
  3. pela lixagem inexistente ou insuficiente do substrato; 
  4. pela aplicação muito seca do material de base ou das tintas de base, ou em películas muito finas; 
  5. pela falta de observação das condições de secagem.

Como evitar

Para evitar perdas de aderência é necessário recorrer a um primário adequado ao respectivo material do substrato (p.ex. para alumínio ou plástico). Aplicar o material de base conforme as indicações nas fichas técnicas. Não aplicar camadas excessivamente espessas. Limpeza cuidadosa do substrato.

Reparação

Remover as camadas com falta de aderência. Lixar e limpar cuidadosamente o substrato. Repintura com materiais de base e/ou de acabamento apropriados.